A Pele que Habito, um filme de Almodóvar


Com estreia marcada, no Brasil, para 04 de novembro, A Pele que Habito (La Piel que Habito/The Skin I Live In), adaptação livre do romance de Thierry Jonquete, publicado em 1995, feita pelo incrível Almodóvar, conta a história do Dr. Ledgard (Antonio Banderas), um cirurgião respeitado trabalha na criação de um novo tipo de pele que poderia ter salvo sua esposa, morta em um acidente de carro. 

Doze anos mais tarde, o médico consegue exito na seu experimento, graças aos avanços em terapia celular. Contudo, para alcançar seu objetivo, ele não respeita os limites éticos da transgênese com seres humanos. Esse promete ser um filme surpreendente, não só por sua trama, mas também por seu figurino que é assinado por Jean Paul Gaultier. Não é a primeira vez que essa parceria se faz; em 1993, Gaultier assinou o figurino de “Kika” e, em 2005, de “Má educação”.






Em Cannes

Por Falar nisso... O estilista esteve no Rio no último dia 10, para o Festival de Cinema do Rio onde apresentou o documentário Jean Paul Gaultier ou Les Codes Bouleversés. O filme é dirigido pela ex-modelo Farida Khelfa, que o acompanhou durante um ano seu processo de criação. E aproveitando a ocasião, ele fez uma palestra falando sobre a sua carreira e a moda no Brasil e no mundo.


Um comentário:

  1. OI NEILAAA!!! SAUDADES DE VOCÊ! ME INTERESSEI POR ESTE FILME! SUAS DICAS SÃO ÓTIMAS! QUE BOM QUE VISITOU O BONEQUINHA! UM GRANDE BEIJO E FIQUE COM DEUS!

    ResponderExcluir