Sou jornalista e produtora de conteúdo especializado em moda e comportamento. Além de estar à frente da neilabahia.com, já escrevi para para multimarcas, fashion designers e chefiei equipes de produção do vestuário feminino!

Monte seu armário funcional em 6 passos simples

Salvador - BA, Brasil

Deseja um armário funcional pra chamar de seu? Leia esse post e saiba como planejá-lo e revolucionar a sua maneira de se vestir!

O termo surgiu lá pela década de 70, com a estilista Susie Faux, que propôs um guarda roupa com poucos itens, mas que todos combinassem perfeitamente entre si.

Com o power-dressing dos 80 anos a ideia ficou meio que esquecida, sendo resgatada agora nos anos 00. Uma das principais defensoras e que resgatou essa técnica foi a blogger norte-americana Caroline Rector, do Unfancy, que decidiu criar um para o verão com um número limitado de itens.

O legal é que você pode otimizar o que já tem e comprar apenas o necessário. O primeiro passo é organizar o guarda-roupa. Com isso você deve separar e analisar as peças que você possui, ao final  dará destino a cada item: Permanece, doa/vende ou descarta. o que vai permanecer será apenas o que de fato será usado e combinará com todas os outros.

O esquema ensinado no Unfuncy para montar armário funcional feminino é o seguinte: 9 pares de sapato, 9 peças de baixo, 15 blusas, 2 vestidos e 2 casacos. Para chegar a essas quantidades a Caroline pensou em quantas peças precisaria, mas isso pode variar de acordo com sua rotina/região. O ideal é que você tenha mais peças de cima do que de baixo, porque a criação de looks pode ser inúmera!

Seguindo esses 6 passos você poderá ter um armário inteligente e sustentável!

1. Cotidiano: Faça uma lista das suas atividades diárias. Trabalha em home office? Sai com frequência ou tem apenas reuniões esporádicas? Onde costuma ir nos fins de semana? Faz frio ou calor excessivo? Anote tudo e perceba o como precisa se vestir diariamente.

2. Identificação do seu estilo: Se já tem essa questão bem definida, ótimo! Se não, apenas identifique pelo menos 3 palavras que definem a forma como você se veste. Eu, por exemplo, sou básica, com pitadas de rock 'n' roll e misticismo. Cortes retos e minimalistas fazem meus olhos brilharem; para acessórios, bolsas e sapatos acrescento esses dois elementos que citei.

3. Marcas: Faça uma pesquisa antecipada das suas labels favoritas. Opte sempre por peças produzidas de forma limpa e que durem. Não esqueça que o consumo consciente é o propósito do armário funcional. O seu orçamento deve ser levado em conta sempre, é claro.  

4. Cores e estampas: Tenha uma paleta já é bem definida, isso será fundamental para combinar as peças. Isso facilitará a montagem. O Pinterest é um ótimo lugar para pesquisar que cores combinam com laranja, se essa é a sua cor favorita, por exemplo. 

5. Peças-chave: Sabe a história do jeans e camiseta? Esses são exemplos de peças chave. É aquele item clássico e que vai bem com  absolutamente tudo.

6. Looks-chave: Anote aqui as composições que ama usar. Prefere cardigã ao blazer? Invista no primeiro item sem duvidar. Menos é mais, não reclame dessa máxima genial.

Perceba que com atitudes simples podemos impactar toda uma estrutura projetada para incentivar o consumo exagerado. Seja a revolução que o mundo precisa e tenha apenas o necessário, nem mais nem menos, só o necessário. A natureza vai te devolver as melhores coisas, pode apostar!



Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *