Empreendedora, seu salário é importante!


A estabilidade financeira é alcançada quando você se paga primeiro!




Vocês já está comandando o empreendimento dos sonhos, criou um plano de negócios incrível, mas, normalmente, esquece um item importantíssimo que está bem especificado nele: o seu salário. O pró-labore, como é chamado o nosso pagamento, é fundamental para quitar as contas pessoais, que não se pagarão sozinhas, evitando assim que você faça  pequenas retiradas para pagar contas como água, luz, gás, para fazer compras em supermercado ou comprar o presente de aniversário de alguém querido, por exemplo.

Você já parou para pensar ou somar quanto dinheiro sai do seu negócio todos os dias para essas despesas pessoais, que parecem insignificantes? Eu sei que reinvestir no negócio é importante, mas não esqueça de você! Vez ou outra a gente precisa mesmo abrir mão do nosso salário, até aí tudo bem, às vezes isso é necessário para injetar recursos importantes na nossa empresa e permitir que ela cresça e traga mais lucro no futuro, porém isso jamais pode virar uma regra.

Não é incomum ouvir relato de pessoas que dizem sentir desfalcando seu próprio negócio, só que eu tenho uma coisa muito importante para compartilhar com você: há uma coisa obrigatória que precisamos estar cientes e implementar quando se trata de alcançar a estabilidade financeira que é o conceito de se pagar primeiro.



DINHEIRO É ENERGIA.

Como tudo na vida. Só que quando falamos e dinheiro isso é infinitamente maior. Imagine agora a quantidade de pessoas que estão falando, ou mesmo mentalizando, sobre dinheiro. A egrégora - força espiritual criada a partir da soma de energias coletivas (mentais, emocionais) fruto da congregação de duas ou mais pessoas - sobre isso é tão grande que mesmo que você não acredite será impactada por essa força. 

Como todo ser sobre essa Terra, eu tive meus altos e baixos quando se trata de questões financeiras, primeiro como um funcionária e depois como criadora do meu próprio negócio. Isso ainda é um grande problema pra mim, mas nos últimos anos aprendi muito sobre as leis universais do dinheiro e sobre riqueza não ter nada a ver com acumular quantias exorbitantes dele.

Voltando ao meu problema, eu sempre tive uma mentalidade de prosperidade. Sempre pensando na falta, nunca havia dinheiro e você sabe o que eu costumo dizer, onde você coloca o foco isso é que se expande, então eu atraí mais disso, falta.

Se você se paga primeiro, o que significa honrar suas necessidades; aluguel, mantimentos, desejos e depois todo o resto, você está cuidando, dando amor a si mesma e adquirindo dignidade, está dizendo para em alto e bom tom: "Hey, girl, você trabalhou duro e merece isso!" isso é criar uma mentalidade de abundância.

Eu sei que é difícil fazer isso e como sei. Como empreendedora você precisa pagar a fornecedores, impostos inesgotáveis, investir em cursos importantíssimos e eu não estou dizendo para não fazer isso, mas busque priorizar você também, pois é a peça fundamental dessa engrenagem. Você é quem mais importa, não é mesmo?


NÃO SE PREOCUPE SE NÃO CONSEGUIR DE IMEDIATO.

Um pouco de cada vez, esse é o segredo. À medida que seu negócio vai crescendo e gerando lucros, você poderá fazer retirada maiores. Tudo vai depender de quanto é a sua receita e as suas despesas. No início, tudo é sempre mais difícil, principalmente se você começar um negócio do zero. Mas a medida em que você vai evoluindo, as coisas tendem a se tornarem mais fáceis.

Como tudo na vida, as finanças exigem muita dedicação, estudo e comprometimento. Lembre de que você não precisa fazer isso sozinha o tempo inteiro! Existe muito material gratuito, muita gente que cria conteúdo de valor, com intuito de te ajudar.

Aprenda a gerenciar suas finanças, a empregar seus ganhos da melhor forma, mas, sobretudo, a cuidar de você!




Todos os Direitos Reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário