Sou jornalista e produtora de conteúdo especializado em moda e comportamento. Além de estar à frente da neilabahia.com, já escrevi para para multimarcas, fashion designers e chefiei equipes de produção do vestuário feminino!

Como ganhar dinheiro com roupas usadas

Salvador - BA, Brasil



Quer ganhar dinheiro em casa? Aqui está tudo que você precisa fazer para transformar as peças que não usa mais em renda extra!

É muito provável que você esteja procurando coisas para fazer durante a quarentena e que com tantas horas livres já tenha arrumado seu guarda-roupa pelo uma 10 vezes! E se estou certa, questionou todas as suas roupas. "Pela Deusa! Por que raios eu comprei isso?"

Acertei? Não foi magia, é que eu mesma, em outras épocas, já fiz muitas compras por impulso, sem avaliar se serviria pra mim ou não. Quem nunca comprou algo só pela etiqueta vermelha que que atire a primeira pedra.



O que talvez você não saiba é que pode, sim, dar um destino melhor às peças que não usa mais e que estão paradas apenas ocupando espaço e tomando tempo. Então, que tal desapegar delas e ainda ganhar uma grana com isso? Vamos lá!


Porque vender roupas usadas? 


A cada dia o comércio de brechó está ganhando força e provando que uma roupa usada é tão boa e útil quanto uma nova, porém muito mais barata e acessível. Fora que a quantidade de roupas que as pessoas consomem é algo absurdo. Mas, não precisa ser assim.

Fazer compras responsáveis é cada vez mais urgente. E agora, então, isso vai ficar ainda mais evidente. Precisamos nos livrar da ideia de que para estar bem vestida é preciso ter um guarda-roupa superlotado. Esse tempo acabou!

Eu mesma sou fã das peça de segunda mão e inclusive já ganhei um bom dinheiro vendendo aquelas que não eu me identificava mais.  Porém, fora o dinheiro extra, posso listar uma séries de benefícios que você vai obter.

Já falei nesse post o quão é importante ter coisas que realmente nos fazem bem e que valem o nosso tempo. Por isso, praticar o desapego é extremamente benéfico.

Abrir mão de peças das quais enjoou ou que simplesmente não servem mais porque você mudou seu estilo ou porque o tamanho não serve mais é uma boa maneira de fazer a energia circular. Imagine a sensação de olhar seu armário e amar tudo que tem lá dentro? É um caminho sem volta!

A partir do espaço que você criou, peças novas virão, mas dessa vez com compras planejadas e conscientes!


LEIA TAMBÉM:


Como vender roupas na internet


De cara já adianto que esse é um público muito exigente, por isso alguns cuidados são extremamente importantes. Como qualquer coisa que a gente faça na vida, é imprescindível ser honesta. Diga exatamente o estado que a peça está, as medidas corretas e a procedência.

Já vi pessoas vendendo coisas falsificadas ou fingindo ser de uma marca que não eram. Isso é extremamente desagradável! Imagina o transtorno ter a venda cancelada porque o produto não era exatamente o que você anunciou?

O código é muito claro e protege a consumidora real oficial. Sendo assim, não adianta querer levar vantagem acreditando que internet é terra de ninguém. Preze sempre por sua reputação e pratique a empatia. Basta pensar: como eu gostaria de receber uma peça que comprei? É infalível!

Roupas rasgadas, muito usadas ou com defeito não devem ser vendidas. Percebeu que a peça não pode ser comercializada? Busque outro destino pra ela. Doação é uma boa opção. Entidades como igrejas ou centros assistenciais, por exemplo, fazem campanhas de arrecadação.

Se deseja ajudar, procure os postos de coleta da sua cidade. Considere que as doações também podem ser feitas para conhecidos. Irmãs repassam roupas entre si e amigas trocam peças para variar o armário. 

É bom lembrar: mesmo para a doação, as peças devem estar limpas. Não custa muito higienizá-las e fazer pequenos reparos necessários.


Onde vender roupas usadas na internet


Existem muitas plataformas que foram criadas especialmente para unir vendedoras e compradoras de roupas usadas. Aqui vou te mostrar 3 formas de ganhar dinheiro vendendo roupas usadas que já utilizei e recomendo muito!


# ENJOEI

Acredito que o Enjoei é o site mais conhecido quando falamos de venda de roupas usadas. Mantenho um lojinha lá desde 2014. Atualmente não tem nada à venda, mas já vendi muita coisa! Acreditem, eu tinha peças que sequer havia tirado a etiqueta.

Ele funciona basicamente como uma vitrine  e para vender suas peças por lá você precisa se cadastrar e criar os anúncios com fotos bem legais, descrição descoladas e preço de cada item. É total mão na massa, mas todo o processo é bem simples e intuitivo.

Para hospedagem da lojinha e divulgação o site cobra comissões e taxas da seguinte forma:

- a taxa fixa, que varia de acordo com o valor do produto (cobrada por item vendido);
- a coparticipação no frete, caso sua região faça parte da nossa politica comercial;
- o seguro contra extravio (só se você tiver optado pelo seguro).

para saber mais consulte : www.enjoei.com.br/taxas

Recentemente, a plataforma criou o "Enjoei Pro" para pessoas que não tem tempo - ou não tem saco - de criar os anúncios. Assim, você envia as peças e o site faz tudo por você, desde a curadoria até a entrega. Vale lembrar que os custos são mais altos nessa modalidade.

Constantemente o site cria campanhas e promoções onde a vendedora pode dar descontos, frete grátis e outras vantagens para impulsionar as vendas. Há também como investir e promover seus produtos, onde eles ficam em destaque por determinado período.


# REPASSA

Atual queridinho de influenciadoras digitais como Bárbara Matsuda e Vic Hollo, o Repassa é a melhor opção para quem não tem muita vocação ou paciência para vendas, mas que mesmo assim deseja desapegar de suas roupas e receber dinheiro por isso.

Tudo porque a utilização da plataforma é simples e muito prática. Para começar, é necessário se cadastrar no site e pagar uma taxa para receber a "sacola do bem", é nela que você enviará as peças e a taxa servirá para custear o envio e outros processamentos.

Depois de enviar a sacola com as peças que deseja vender, todo o restante fica sob responsabilidade do site (fotos, anúncios, vendas, envio etc.). No final, você recebe 60% de comissão sobre o valor de cada item vendido.

A plataforma ainda conta com o Repassa Solidário, onde é possível escolher uma ONG parceira e quantos % das vendas da Sacola do Bem a pessoa quer repassar. As peças ficam listadas no perfil do usuário, no perfil da ONG e um ícone mostra quantos % vai para uma instituição.


# GRUPOS DO FACEBOOK

Costumo dizer que esse é o Do it Yourself das vendas de roupas usadas. Cada grupo tem suas regras, mas tudo acontece mesmo entre as vendedoras e as compradoras. Por lá o que vale é a ajuda mútua e não há as taxas dos sites.

O legal é que você pode procurar por grupos da sua cidade, o que facilita o frete, pois a entrega é combinada, ou entrar nos que existem pessoas de todas as partes. Assim como a entrega, tudo é acordado entre as partes, inclusive o pagamento.

Derivado dessa modalidade, há também que prefira criar uma lojinha própria no Instagram, no Blogger, Wordpress Wix ou em outras plataformas pagas como Iluria ou Loja Integrada, por exemplo. 


Dicas para vender roupas usadas na internet


1. Sempre deixe as roupas limpas e passadas.
2. Capriche nas fotos. Mostre o máximo de detalhes possível;
3. Não tenha preguiça. Especifique a peça ao máximo;
4. Seja paciente. Atender o público não é tarefa fácil e muitas pessoa serão difíceis de lidar.
5. Tenha um propósito. Se gastar o dinheiro que conseguiu aleatoriamente é provável que pense que não vale a pena vender.


Por fim...

Vender roupas usadas é mais uma alternativa para ganhar dinheiro rápido. Mas, como tudo na vida, não é um passe de mágica. É preciso ter dedicação, carinho e força de vontade.  

Agora que você já sabe como ganhar dinheiro com as roupas que você não usa mais, é só separá-las, seguindo os passo que te dei, escolher o jeito que se encaixa melhor pra você, e colocá-las à venda!

Ah, não esqueça de me contar se esse conteúdo te ajudou, tá?
Beijos, sucesso e até mais!



Comentários

  1. Amei o post, já separei várias roupas pra vender também :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
  2. Ah! Rende uma graninha extra mesmo. Eu vendi algumas roupas e livros em um brechó com uma amiga no Instagram. Mas como você disse: não é fácil! Principalmente, livros. A gente deu uma paradinha e não sei como vai ser mais para frente, mas valeu a experiência. E esse site Repassa não conhecia! :) No mais, adorei as dicas!

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  3. Ótimas dicas. Acho que vou precisar agora que emagreci e terei que renovar algumas peças.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Por aqui também sempre estou vendendo e doando, se tem uma coisa que não gosto de ter em excesso é roupa e sapato, até com meus filhos é assim, vivemos com o essencial e eu amo isso, quando compro duas peças já me desfaço de mais duas e por aí vai! Beijos 😘😘🥰

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia 😉, não tem porque a gente ficar acumulando roupas né? É o mais correto a se fazer.

    ResponderExcluir
  6. Hello! i've never sold my used clothes but I think it's an amazing
    idea! Here in spain there's a popular app called Vinted but i've never used it!
    Kisses :)

    My blog - Lalabetterdayz

    ResponderExcluir
  7. Amei as dicas, tava arrumando o guarda-roupa e separei várias roupas que não vou usar mais :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *