Blog



Moletons: eles estão com tudo!



Está querendo comprar um moletom? Saiba que não está sozinha. Essa é uma das peças mais desejadas do momento! Vê só!

Os moletons sempre foram dessas peças que carregam uma enorme memória afetiva, afinal eles nos acompanham desde a infância.

Mas, se um dia eles foram pensados como peças pra a gente aconchegar no sofá (e ocasionalmente para ir à academia), agora eles são muito mais do que isso.

Lembro que a gente já vinha numa onda de buscar por roupas confortáveis, que não limitassem tanto os nossos movimento e isso se elevou a última potência durante a quarentena.

Com o boom do home office foi urgente encontrar algo que atendesse à nossa necessidade de de estar confortável, mas sem parecer desleixada aos olhos que quem nos esperava nos intermináveis calls.


Estava aí o match perfeito que mudaria para sempre o jogo dos conjuntos de moletom!


Escolha bem o seu moletom.


Em algum momento, tudo isso vai passar e nós precisaremos deixar nossas casas, mas isso não significa abandonar nossos moletons.

Alguns modelos foram desenvolvidos em tecidos mais frescos e que vão poder transitar muito bem entre as estações.

Outro ponto a ser observado é o ajuste das peças. Cores estratégicas - aquelas que combinam com você - combinadas com um shape mais ajustado conferem estilo e conforto para um visual que pode ser usado em qualquer lugar, do shopping ao cinema.

Apenas junte seus tons favoritos, uma pochete preta simples e um par de tênis que você estará pronta para qualquer coisa que o mundo possa te oferecer!

Quero parecer linda como as fotos que vejo no Pinterest.


Não há nada de errado em se inspirar e querer se parecer com alguém que a gente viu rolando o feed do Pinterest. Aliás essa é uma ótima forma da gente consolidar ou encontrar o nosso estilo!

Se você imagina que é uma tarefa impossível coordenar um moletom da cabeça aos pés como a Kim Kardashian, que parece sempre chique sem esforço, eu te digo que não é.



Com um pouco de paciência e um olhar apurado, garanto que você pode ter a mesma aparência! Eu quis tentar, então busquei um moletom acessível na Renner que canaliza exatamente a mesma vibe!

Looks monocromático são ótimos pela praticidade e facilidade de serem criados. Além disso, as peças neutras também funcionam separadamente, então a ganete sabe que está tendo muito retorno para o nosso investimento.

Calças clássicas pretas, cinza ou brancas são as mais versáteis e podem ser vestidas de muitas formas. A calça de moletom preta é uma compra especialmente boa, já que pode facilmente passar por um bom par de calças qualquer se aplicadas ao estilo certo.

Mas, não se limite. Você pode encontrar moletons em um arco-íris de cores! Experimente cores sutis como rosê ou verde militar, ou algo radiante e divertido como o laranja ou vermelho.

Por falar nisso, viu a marca da Marina Ruy Barbosa, a Ginger? É inteira focada em moletons!


Você teria um minuto para ouvir a palavra do moletom de Jennifer Lopez?


Jennifer Lopez e seu moletom gostariam de ter um momento nesse post!

Recentemente, a rainha ícone cantora, compositora, produtora musical, dançarina, atriz e + compartilhou uma foto sua relaxando em casa com um moletom cinza com a palavra "Empatia" escrita com as cores do arco-íris. 

Na legenda, Jennifer citou: "Empatia: a capacidade de compreender e compartilhar os sentimentos de outra pessoa. Feliz domingo!"



O moletom tumblr quebrou a internet!

Quebrar as regras! 


Em uma última análise, é disso que se trata a moda. Usar calças de moletom fora de casa já está quebrando algumas dessas regras imposta por uma longa data, então sinta-se à vontade para experimentar e usar o que você acha que fica bem em você.

O mais importante é usar as roupas com confiança e sentir-se bem consigo mesma.

E você, está perdidamente apaixonada por esse nova forma de usar o moletom? Vamos conversar nos comentários!

Aviso: Peças mencionadas aqui estão sujeitas a disponibilidade e os preços  podem sofrer alterações a qualquer momento e sem aviso prévio.

3 passos para fazer compras conscientes já!


Comprar não pode ser apenas escolher e pagar. É preciso consciência, atenção e cuidados. Separei 3 passos importantes para essa jornada!       

Fazer compras conscientes significa sentir-se bem com o que está adquirindo, antes, durante e depois dessas compras. Tem a ver com escolhas minuciosamente pensadas.

E como isso é um exercício constante, separei algumas perguntas que, se respondidas sinceramente, vão determinar quando e como comprar!


1. Questões práticas - preciso mesmo dessa peça? Faz sentido comprar ou estou apenas atendo ao apelo de uma propaganda que diz que é uma oportunidade única, por exemplo?

2. Questões financeiras - posso comprar esse item, é uma decisão financeiramente confortável o estou deixando priorizar algo importante para comprar o que não preciso?

3. Questões emocionais - me sentirei bem com essa decisão e não apenas agora no processo de compra? Como tenho me sentido ultimamente como as coisas aquisições que faço?


Depois desse parágrafo muito provavelmente você verá uma publicidade, pois essa é uma parte do meu trabalho aqui na internet. Mas, essa é a chave da questão, ser consciente não é fugir de propagandas ou de compras, mas saber que é você quem está no controle.








1. Comprar na prática.


Gostar de fazer compras não significa ser uma pessoa inconsciente. Você pode muito bem amar comprinhas e saber quando e como fazê-las.

A primeira coisa a se ter em mente é: toda compra causa impacto. Ativar a consciência não significa acabar com esse impacto e sim reduzi-lo ao máximo possível.

Para isso, necessidade, qualidade e durabilidade da roupa são os pontos importantes a serem analisados

  • Eu preciso mesmo dessa roupa?
  • Ela vai me servir em muitos momentos e por bastante tempo?
  • Se só vou usar essa roupa em uma única ocasião, não seria melhor alugar?

Percebeu que a prática envolve perguntas simples, mas que são muito eficazes? E a prática você já sabe, leva à perfeição!


2. Analisando as finanças.


Valorize o seu trabalho! E mesmo que não seja você a trabalhar, alguém precisou fazer isso para gerar essa grana que tá com você. Fora que qualquer desperdício é um absurdo, inclusive de dinheiro!

E se você compra coisa desnecessárias é exatamente isso que está fazendo, perdendo dinheiro, deixando de comprar coisas que realmente importam ou de investir em você. diga sempre para si mesma:


"Trabalhei duro e não vou gastar com coisas sem importância!"



3. Lidando com sentimentos.


Se você está comprando conscientemente, essas compras ocupam o lugar certo da sua vida. Tudo é planejado e não é preciso lidar com os arrependimentos e frustrações que os gastos desnecessários trazem.

Sim, não é incomum pessoas que vagueiam apáticas de página em página - ou de sessão em sessão das lojas físicas - sem pensar claramente no que estão procurando.

Sabemos que comprar algo novo é recompensador e que as sensações imediatas que isso provoca no nosso cérebro são incontestáveis. E é por essa razão que tanta gente tentar aplacar sentimentos ruins comprando.

Há quem diga que não existe sentimentos ruins ou bons, mas apenas sentimentos. Só que bom e ruim são termos que a gente usa pra dar qualidade a algo. E tem coisas que achamos ruim, sim.

Mas, é preciso não evitá-lo pois eles são fundamentais para a nossa existência. Já parou para imaginar uma vida sem nenhum problema, sem nada que você precisasse sair do seu lugar de conforto? Pode até parecer algo bom, mas acredite em mim, não é.

Então, se permita ficar triste ou decepcionada, deixe que esses sentimentos te mostrem como é bom estar alegre e de como você - e apenas você - pode mudar esse estado, sem interferência de nada ou de ninguém.


Em linhas gerais...


Compras conscientes acontecem quando não nos sentimos culpadas, envergonhadas, gananciosas ou arrependidas. Ao contrário, ficamos tranquilas, pois sabemos que compramos apenas o necessário, tendo certeza que estamos colaborando para diminuir o nosso impacto no mundo.

Se você ainda não consegue se sentir assim, não se preocupe. Cada dia aprendemos um pouco e comprar de forma "limpa" vai ficando cada vez mais natural e genuíno. 

Faça o exercício e responder essas perguntas e em pouco tempo você ficará feliz em compartilhar com os outros os itens que comprou, sem culpa, medo ou vergonha, pois será totalmente consciente das suas escolhas! 😊



Dad Sneakers: vale a pena investir?



Faz alguns anos desde que o dad sneaker apareceu em looks femininos. Se você não comprou e agora está em dúvida se deve levá-lo pra casa, esse post é pra você!


A gente sabe como a moda tem o poder de transformar itens dignos de arrepios em coisas legais do dia para a noite. Você deve lembrar como as pochetes que de odiadas passaram a ter o status de cool e altamente descolada num piscar de olhos!

E foi exatamente isso que aconteceu com aqueles tênis enormes que nossos pais usavam na década de 80. Se em um dia eles eram horríveis no outro os designers da Balenciaga os tornaram o calçado It de 2018.





Devo comprar um Dad Sneakers?


Eu sei que algumas pessoas dizem que se você está em dúvida a resposta é não, porém eu não penso assim. Eu sou muito decidida, porém convivo com um irmã que quase nunca sabe o que escolher e posso te dizer que alguns opiniões são importantes para que ele tome uma decisão.

Essa é uma pergunta que existe um resposta sincera e muito pessoal, por isso eu vou te dar alguns motivos para você comprá-lo ou para desistir de vez da ideia de criar looks com o dad sneakers!






Você deve comprar um dad sneakers se....


1. Sua forma de se vestir é descomplicada e esportiva;

2. Você preza pelo conforto acima de qualquer coisa;

3. Suas roupas vão combinar muito com esse tipo de tênis.


Você não deve comprar um dad sneakers se...


1. Apenas achou lindo as outras meninas usando e quer fazer parte dessa vibe;

2. Você prefere calçados mais delicados ou sua rotina requer isso;

3. Suas roupas não tem nada a ver com tênis, principalmente um tênis tão marcante;


Foi analisando esses pontos que decidi que não compraria um tênis assim, jamais. E mesmo achando incrível o jeito normcore de combiná-los, com os moletons - que eu amo - e tudo mais, realmente eles não são para mim.

Outra coisa que precisamos ter em mente é que tênis são calçados que duram muuuuuito! Eu mesma tenho um Adidas que já tem 20 anos.

Se eu não usasse muito esse tipo e tênis, o que eu faria? Venderia, doaria, descartaria? Essa é uma coisa pra se pensar bastante: qual o impacto das minhas escolhas?

Porque assim como tem peças que perdem sua qualidade em pouquíssimo tempo, temos aquelas que duram anos a fio. E vamos nos desfazer delas simplesmente porque elas não fazem o nosso estilo e nos engamos ao comprar?

Jamais. Não estou aqui dizendo que você não pode vender, doar ou descartar algo que não te serve mais, só que comprar sempre com a mentalidade de que podemos lançar mão dessas "alternativas" para suprir nossa falta de consciência ao fazer um compra, é impensável.




Comprar coisas não precisa ser algo negativo.


Sim, porque a gente precisa de coisas para sobreviver, viver e para nos expressar, mostrar quem somos. E se tratando da construção do nosso estilo é natural que compremos muitas delas.

Assim, é muito importante que a gente saiba usar o autoconhecimento como ferramenta nesse processo. Vale lembrar também que construir uma imagem, um estilo, quase sempre é uma sucessão de erros e acertos. Portanto, não se cobre além do necessário.

Esse post traz como exemplo o Dad Sneakers, mas ele pretende ser um guia para te ajudar em qualquer comprar que você possa fazer.

E agora que eu já te dei alguns motivos para decidir se investe ou não, me contem qual a sua opinião sobre esse modelo, usariam ou não?

Vamos papear nos comentários!
E para mais dicas como essa me sigam também no Instagram!  😉




Outros jeitos de usar o cardigan!



Já foi-se o tempo em que o cardigan era usado - apenas - como terceira peça. Vem ver como usá-lo além do óbvio!

Do verão ao inverno, eles podem transformar o look, não importando para onde a gente esteja indo. E se você deu uma boa olhada nas inspirações do Pinterest ou mesmo nos challenges de moda no Tik Tok, já percebeu que muita gente vem usando os cardigans de maneira diferente!

Cardigan curto

Se já ouve um tempo em que os maxi cardigans reinavam absolutos, esse tempo acabou. Agora eles dividem espaço com as versões cropped que são igualmente lindas e estilosas.

Normalmente, esse modelo vem com botões, mas também é possível encontrá-los Aqui estão alguns cardigans cropped para você se inspirar.





Cardigan médio como blusa

Outra forma muito legal e estilosa de usar o cardigan é fechá-lo e usar como uma blusa. Para conferir um quê a mais, vale deixar um dos ombros à mostra.

Para usar assim, ele precisa ter um comprimento mediano, já que os mais longos darão volume se colocados por dentro da roupa.



E aí, gostam da ideia? Não deixem de me seguir la no Pinterest que tenho muitas outras inspirações!

Roupaterapia: o que é e como praticar


Vestir-se de acordo com nosso íntimo é um passo fundamental na construção da autoestima. Por isso, quero te contar sobre a roupaterapia!
                
Você sabia que apenas o ato de vestir-se pode fazer parte de um processo de cura? Pois é isso que a roupaterapia tem como proposta, vem ver!

O termo "roupaterapia" já é falado há um tempinho, mas é em tempos de isolamento social que ele vem ganhando mais força e provavelmente você já experimentou e talvez nem saiba!

Roupaterapia é o autocuidado através do vestir. É quando conscientemente utilizamos uma roupa, que nos traz sensações de afeto e acolhimento, para mudar positivamente o nosso humor.

Não há uma regra para qual tipo de roupa se enquadra nesse quesito, mas normalmente são aquelas peças super confortáveis, que queremos usar todos os dias do ano.

Sabe quando a gente compra aquele modelo em que poderia facilmente “morar” nele? Tipo um abraço!

Se você conseguiu imaginar uma peça aí do seu armário — yes! — você já pode estar praticando a roupaterapia mesmo sem saber.




Com isso, o que temos percebido ao longo dos anos é que o conceito do que é estar "bem vestida" vem mudando drasticamente, pois além de beleza e conforto, pessoas querem que suas roupas também proporcionem cuidado e bem-estar.

E mais do que isso, as roupas que carregam lembranças, significados, expressando quem somos, ganham ainda mais pontos nessa jornada.

E também por esse motivo que é tão importante ter atenção especial quando escolhemos as peças que vamos comprar.


Quer ver exemplos práticos?


1. Uma peça que compramos em um viagem inesquecível;
2. A roupa que estávamos usando quando conquistamos algo que desejávamos fortemente;
3. Algo que herdamos de alguém muito querido.


Roupas podem demonstrar o nosso mood.


Não há dúvidas que as roupas refletem o que estamos sentido. Cores, estrutura, estilo... tudo isso dá pistas de quão bem estamos... ou não.

Quem nunca decidiu mudar tudo depois e acontecimentos marcantes na vida? Sejam desilusões, alegrias ou conquistas, sempre buscamos alo que nos represente bem.

E fazer isso conscientemente nos ajuda a lidar melhor com nossas emoções, revelando o que queremos valorizar e e deixando menos evidente aquilo que não está nos favorecendo.


Trabalhe a autoestima.


Nossa autoestima é tão complexa e tão particular que resumi-la à roupas seria impensável. Porém, é inegável que o que vestimos colabora e muito para a construção dela.

Quem nunca, depois de um dia daqueles, vestiu algo, se olhou no espelho e sentiu que com essa roupa estava pronta pra dominação mundial?

Vestir algo que nos deixa bonita, confortável e além de tudo nos remete à sensação de bem-estar e tranquilidade com certeza contribui e muito para elevar a nossa autoestima.

Percebe como isso é o ponto de partida para qual peça vamos comprar?

Consumo consciente não está relacionado apenas à sustentabilidade, ao cuidado com o meio ambiente, ele está ligado diretamente à nós mesmas.

Escolher as peças que vai comprar pode ser qualquer roupa? Jamais.

Independente de quanto elas custem, de quanto dinheiro você tenha, só compre aquilo que te fará se sentir úncia. Se sentir você!

Esse é um trabalho longo, de autoconhecimento e busca dos seus sentimentos mais profundos.
Estude, pratique, erre, acerte.

Autoestima é mesmo um processo longo. Busque apoio, se não puder pagar, há mulheres incríveis compartilhando materiais gratuitos.

Em palavras simples, a roupaterapia é um ótimo exercício para, entre outras coisas:


1. Expressar nossos sentimentos;
2. Construir a autoestima;
3. Praticar o consumo consciente.

Portanto, pense no seu estilo como algo que você deseja transmitir, seu eu interior. É meio clichê, eu sei, mas quero dizer mesmo:assim: faça do espelho o seu maior aliado e da sua intuição sua melhor amiga.

Pegue mil dicas, referências e inspirações, mas na hora de escolher suas roupas seja apenas você. Ninguém sabe exatamente o que cairá melhor em nosso corpo e alma do que nós mesmas.

Verde militar: 5 looks confortáveis e inspiradores!


imagem: @ariellelevyphoto


Aqui estão algumas opções confortáveis para usar em casa, mas sem precisar abrir mão do estilo que te faz única! Vem ler!

Vestir roupas "reais" enquanto estamos em casa durante o isolamento social provavelmente parece não ter sentido e, muitas vezes, não tem mesmo.

Porém, apesar de estarmos cumprindo as medidas de distanciamento social, há aqueles dias em que queremos nos vestir minimamente bem, mas sem perder o conforto que o bom pijama proporciona.

Fora que incluir o vestir-se como parte de uma rotina pode nos ajudar a lidar melhor com a ansiedade que esses dias tem provocado ou mesmo potencializado.

Só que isso não significa - a menos que você queira - retomar os looks suuuper elaborados. O que eu quero te propor e que, agora mais do que nunca, seja hora de repensar seu guarda-roupa e criar um armário cheio de peças de qualidade e que você realmente ama.

Atualmente, mais e mais pessoas estão recorrendo à Internet em busca de roupas confortáveis para usar durante o tempo que passam em casa. Segundo o Google Trends, as pesquisas por loungewear aumentaram 1.300% do início de março até meados de abril.

Da mesma forma, as pesquisas por sutiãs esportivos e sapatos para caminhada nunca estiveram tanto tempo no topo das buscas. Será que está surgindo aí uma nova forma de vestir? Estamos de olho!



Mas, o que um guarda-roupa com peças confortáveis possui? A boa notícia é ele pode incluir muita coisa diversificada! Modelagens mais amplas, tecidos maleáveis...






Percebeu? Muito provavelmente você já possui essas peças por aí, não precisando comprar nada mais! Se estou certa, você tem alguns pares de leggings atualmente, né?

Elas são ponto de partida, com certeza, mas não é o único. Um look confortável e seguro de garantir uma boa apresentação durante as chamadas do FaceTime e reuniões com Zoom, podem ser ao mesmo tempo aconchegantes e lindos.

Importante: caso você não não tenha uma peça verde militar ou mesmo não goste da cor, pode substituí-la por qualquer outra da sua preferência. Esse post serve como uma inspiração para você aproveitar muito bem suas roupas e comprar sempre com consciência.



Agora me conta, qual combinação você mais gosta e usa muito?


Jobs, parcerias, anúncios?

Contato

newsletter

info

O neilabahia.com.br é um site seguro. Leia a Política de Privacidade.

mande um oi

neilabahia.com@gmail.com